A disponibilidade continua a cair e mantém-se em mínimos históricos

  • No segundo trimestre de 2019 foram ocupados 68.300 m2 de espaços de escritórios em Lisboa, evidenciando um aumento de 63% relativamente ao trimestre anterior. O acumulado do semestre ascendeu a 110.100 m2, mais 26% que no período homólogo.
  • A mudança de instalações justificou 61% da área contratada no trimestre.
  • A taxa de disponibilidade decresceu para um mínimo histórico de 5,2%, reduzindo para 2,8% se excluirmos a zona do Corredor Oeste.
  • As rendas prime mantêm uma pressão em alta, tendo aumentado, no Centro Histórico (3%) e no Parque das Nações (1%). São esperadas novas subidas nas rendas prime.