História da Empresa


A empresa atualmente designada de CBRE tem as suas raízes em São Francisco, bem no início do século XX, mais precisamente em 1906. Por volta da década de 1940, a CBRE já se tinha tornado numa das maiores prestadoras de serviços imobiliários comerciais no oeste dos Estados Unidos. Nas décadas de 1960 e 1970, passou a ser cotada em bolsa e expandiu a sua carteira de serviços bem como a sua cobertura geográfica, com o objetivo de aumentar a sua presença nos Estados Unidos. Em 1980 a CBRE era detida pela Sears, Roebuck.

Em 1989, os próprios colaboradores adquiriram as operações da empresa tornando-a na CB Commercial. Ao longo da década de 1990, a CB Commercial assumiu uma postura mais agressiva no mercado para acelerar o crescimento e desenvolver competências internacionais que respondessem às necessidades dos seus clientes. A empresa passou, então, a adquirir empresas especializadas em gestão de investimentos (Westmark Realty Advisors - agora CBRE Global Investors, 1995), crédito hipotecário (L.J. Melody & Company, 1996), gestão de imóveis e instalações empresariais, e investimentos e mercados de capitais (Koll Real Estate Services, 1997).

A CB Commercial registou uma expansão internacional significativa com a aquisição da REI Limited em 1998, o braço internacional da Richard Ellis, cujas raízes remontam a Londres, em 1773.  Nessa altura a empresa mudou a sua designação para CB Richard Ellis, ou CBRE.

Pouco depois, a CBRE anunciou a compra da Hillier Parker May & Rowden com sede em Londres, uma das principais empresas de serviços imobiliários com atividade no Reino Unido. Face a estes desenvolvimentos, a CBRE tornou-se a primeira empresa de serviços imobiliários com uma plataforma dedicada à prestação de serviços imobiliários integrados — através de uma empresa detida e gerida em comum — nas principais capitais empresariais do mundo.

 

Cronograma da Empresa




2003

  • Em 2003 a CBRE adquiriu o Grupo Financeiro Insignia e tornou-se a principal empresa de serviços imobiliários em Nova Iorque e Londres.


2004

  • Em junho, a CBRE completou uma oferta pública inicial bem-sucedida e começou a transacionar as suas Ações Ordinárias da categoria A na Bolsa de Valores de Nova Iorque.

2006

  • A CBRE foi adicionada ao Índice S&P 500.
  • A CBRE adquiriu a Trammell Crow Company e desenvolveu uma empresa de serviços imobiliários com uma oferta de serviços alargada e a uma escala sem precedentes.
  • A CBRE tornou-se líder mundial na prestação de serviços de «outsourcing» para os principais ocupantes, incluindo empresas, organizações na área da saúde e instituições do sector público.

2011

  • A CBRE alcançou a liderança noutro segmento de atividade-chave, adquirindo a maioria da atividade de gestão de investimento imobiliário da ING Group, N.V. com sede na Holanda. A aquisição criou uma empresa com aproximadamente 90 mil milhões de dólares americanos de ativos de investimento sob gestão.  
  • Nesse ano, a empresa também mudou a sua designação para CBRE Group Inc., para garantir uma maior coerência entre a sua identidade e a sua marca líder do sector.

2013

  • A CBRE melhorou significativamente a sua plataforma de serviços de «outsourcing» de ocupantes na Europa com a aquisição da Norland Managed Services Ltd, líder na prestação de serviços de engenharia técnica em edifícios no Reino Unido e Irlanda.


2015

  • A CBRE adquiriu a Global Workplace Solutions (GWS) da Johnson Controls (JCI), empresa líder em serviços de gestão integrada de instalações com escala global, fundindo-a com o negócio existente de «Outsourcing» de ocupantes, para criar o negócio Global Workplace Solutions (GWS) da CBRE. 
  • As receitas totais da CBRE ultrapassaram, pela primeira vez, os 10 mil milhões de dólares americanos.
  • A CBRE alcançou, finalmente, o 2º lugar (entre 500 empresas) no Ranking de crescimento financeiro e desempenho da Barron’s.


2017

  • A Forbes & Fortune classificaram a CBRE como um dos melhores empregadores dos Estados Unidos da América, pela sua diversidade e inclusão. 
  • A Euromoney elegeu a CBRE como Consultora Imobiliária do Ano a nível Global pelo sexto ano consecutivo.


2018

  • A CBRE mudou o seu símbolo na Bolsa de Valores de Nova Iorque para “CBRE.”
  • A CBRE lançou um espaço de co-working, “Flexible Space Solutions” (Hana).
  • A receita da CBRE ultrapassou, pela primeira vez, os 20 mil milhões de dólares americanos.


2019

  • A CBRE reorganizou, a nível global, os seus negócios em três segmentos: Consultoria, Global Workplace Solutions e Investimentos Imobiliários.
  • A Fortune elegeu a CBRE como a Imobiliária Mais Admirável (sétimo ano consecutivo na lista de nomeados).
  • Adquiriu a Telford Homes, uma empresa de desenvolvimento multidisciplinar, numa negociação pública no Reino Unido. Inaugurou, assim, a expansão internacional do negócio de desenvolvimento da TCC.



2020

  • A CBRE organizou a maior campanha de recolha de fundos de sempre, a nível global, como resposta à Pandemia de COVID-19. 
  • A Fortune elegeu a CBRE como a Imobiliária Mais Admirável pelo segundo ano consecutivo (e oitava nomeação). 
  • A CBRE foi classificada como a Empresa Mais Ética do Mundo pelo sétimo ano consecutivo e nomeada a maior marca imobiliária pela Lipsey Company, pelo 19º ano consecutivo.
  • A CBRE ascendeu à 128.ª posição na Fortune 500. 
  • A CBRE foi nomeada para o Índice de Igualdade de Género 2020 da Bloomberg.
  •  Dallas torna-se a cidade sede global da CBRE